Apresentação

O Grupo de Pesquisa sobre o Trabalho nas Américas (LABORINDIO) reúne pesquisadores de graduação, pós-graduação e doutores dedicados ao estudo do mundo do trabalho no continente americano durante a Época Moderna. ​​​​​​​O  objetivo consiste em coletar, aprofundar e atualizar o rol de informações e análises hoje disponíveis sobre o assunto, promovendo e incentivando também a realização de novas investigações.

Compreendendo o trabalho humano como um momento crucial dos mecanismos de reprodução material e simbólica de qualquer sociedade, as dinâmicas laborais das sociedades coloniais americanas constituem para nós não apenas um objeto de trabalhos legítimo ou justificado em si mesmo, mas também um ponto de partida privilegiado para a compreensão de processos e fenômenos históricos diversos, sejam eles de ordem social, cultural, política ou econômica. ​​​​​​​Embora o nosso olhar esteja voltado especialmente para as diferentes modalidades do trabalho indígena colonial, pois nelas acreditamos concentrar-se a maior complexidade das vias historicamente manifestas de conversão de braço humano ao serviço obrigatório, consideramos o labor ameríndio também por suas intersecções, confluências, simultaneidades e oposições frente a outros grupos de trabalhadores, entre os quais mestiços, negros africanos e brancos livres pobres.

O grupo iniciou suas atividades no mês de outubro de 2018 na Universidade de São Paulo e obteve cadastro no Diretório de Grupo de Pesquisa do CNPq em maio de 2020. ​​​​​Acesse o link​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​